Agência das Bacias PCJ firma parceria com Escritório Internacional da Água

Tamanho da letra:

Na tarde desta terça-feira, 30, ocorreu a cerimônia de assinatura de parceria entre a Agência das Bacias PCJ e o Office Internacional de I’Eau (Escritório Internacional da Água) para o desenvolvimento da ação EcoCuencas, com participação do presidente do CBH-PCJ e PCJ FEDERAL, Gabriel Ferrato, prefeito de Piracicaba, do chefe do Polo de Gestão Integrada de Recursos Hídricos do Office Internacional de I’Eau, Alain Bernard, do diretor-presidente da Agência das Bacias PCJ, Sergio Razera, e do coordenador da Câmara Técnica de Integração e Difusão de Pesquisas e Tecnologias (CT-ID), Luiz Antônio Carvalho e Silva Brasi.

O EcoCuencas, projeto aprovado em 2014 pelo Programa da Comissão Europeia sobre Gestão de Bacias e Mudanças Climáticas (WaterClima), tem como objetivo melhorar a gestão das bacias hidrográficas, implementando mecanismos de redistribuição financeira, aliados ao desenvolvimento sustentável. Além da Agência das Bacias PCJ, os outros parceiros do EcoCuencas são: Ecologic Institute (Alemanha), Asconit (França), Senagua (Equador), Irager (Peru), Corporación Cuenca Verde (Colômbia), Autoridad Nacional del Agua (Peru) e Rede Brasil de Organismos de Bacia (Brasil).

Para a ação, que abordará temas relacionados a governança, planejamento, financiamento e sistemas de informações, serão disponibilizados 2,3 milhões de euros, ou seja, cerca de 7 milhões de reais, sendo que 197,3 mil euros são destinados às Bacias PCJ e o valor da contrapartida da Agência das Bacias PCJ é de 75 mil euros. “Pela primeira vez, em 20 anos, vejo um edital da União Europeia vinculado com o tema das bacias hidrográficas na América Latina. Por meio de um edital, receberam mais de cinquenta projetos e o nosso é um dos três que foram selecionados, então já sinto uma grande satisfação em ser selecionado pela Comissão Europeia e para trabalhar em temas de financiamento e mudança climática”, comenta Bernard.

Segundo Razera, a ação é importante tendo em vista o planejamento futuro. “Contando com a experiência dos nossos parceiros europeus, em especial o Escritório Internacional da Água, esse projeto busca um entendimento do que pode acontecer na nossa região em função das mudanças climáticas. Precisamos traduzir esses efeitos em ações práticas, em ações de planejamento, para que possamos prever e melhorar nosso planejamento, que está escrito no Plano de Bacias, para enfrentarmos essas situações. Queremos entender melhor esses eventos climáticos, o que na prática isso significa nas Bacias PCJ.”

Em meio a um momento histórico de crise hídrica, o EcoCuencas, de acordo com o prefeito Ferrato, “vem nos ajudar a traçar o panorama que precisamos construir para os próximos anos”. A ação contará com o apoio da CT-ID dos Comitês PCJ, que trabalhará na disseminação das informações. “A nós caberá a grata missão de fazer com que os trabalhos se tornem realidade na nossa Bacia”, explica Brasi.