Projeto Nascentes Analândia focará preservação de nascentes do Rio Corumbataí

Tamanho da letra:

Com lançamento marcado para este sábado, 26, projeto prevê adequações ambientais em 15 propriedades rurais de Analândia, bem como conservação de nascentes cuja água é vital para o abastecimento de cidades como Piracicaba e Rio Claro

O Projeto Nascentes Analândia, que será lançado neste sábado, dia 26, deverá contribuir para a recuperação, conservação e proteção de nascentes e mananciais da Bacia Hidrográfica do rio Corumbataí, de onde vem a água que abastece mais de 500 mil pessoas na região de Piracicaba e Rio Claro. A iniciativa é uma realização da Agência das Bacias PCJ (rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí) e Comitês PCJ e tem como parceiros a Prefeitura Municipal de Analândia, IPSA (Instituto de Proteção Sócio Ambiental da Bacia Hidrográfica do rio Corumbataí), Sindicato Rural de Rio Claro e CATI (Coordenadoria de Assistência Técnica Integral), órgão da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo.

O evento será a partir das 9h, no Morro do Cuscuzeiro, em Analândia, onde será feito um plantio simbólico. O projeto segue a Política de Recuperação, Conservação e Proteção de Mananciais dos Comitês PCJ (deliberação nº 270/2017). Nesse contexto, serão promovidas adequações ambientais em 15 propriedades rurais de Analândia, onde quase todo o abastecimento de água é realizado por meio da captação de mananciais subterrâneos e nascentes.

A maior parte do território do município está situada na área de recarga o Aquífero Guarani, a maior reserva subterrânea de água do planeta. Além disso, a mesma região abriga também inúmeras nascentes do rio Corumbataí, principal fonte de abastecimento de água dos municípios de Rio Claro e Piracicaba.

Inicialmente, as ações irão envolver a micro bacia do Córrego do Cavalheiro – um dos principais afluentes do rio Corumbataí – em uma área total de 1.650 hectares. Como tem sido objeto de exploração agropecuária intensiva, as coberturas vegetais dessa região estão prejudicadas e isso compromete os mananciais, pois as árvores garantem a melhor infiltração de água no solo.

“Esse é mais um passo no âmbito da Política de Recuperação, Conservação e Proteção de Mananciais dos Comitês PCJ no sentido de implementar ações visando a proteção de cursos d’água, que certamente contribuirão com maior suplemento hídrico em períodos de estiagem", ressaltou o diretor-presidente da Agência das Bacias PCJ, Sergio Razera.

Após a mobilização e a adesão dos proprietários rurais concluída em julho deste ano, a próxima etapa será a elaboração do Plano Integral de Propriedade (PIP) de cada um dos 15 imóveis. O PIP consiste em um projeto executivo para identificar aspectos relevantes para a execução de ações para a adequação ambiental de cada propriedade, tais como: plantio de espécies nativas; execução de barraginhas ao longo da estrada rural; cercas; fossas sépticas, etc.

Com a finalização dos PIPs, haverá a etapa de execução, na qual serão realizados serviços de restauração ecológica, um conjunto de intervenções para recuperar as condições ambientais. Para isso, será contratada uma empresa que também fará a manutenção nas áreas. Após a realização desses trabalhos, cada proprietário ficará responsável pela manutenção e não poderá alterar o uso da área.

SERVIÇO

Lançamento oficial do Projeto Nascentes Analândia

Data: Sábado, 26 de agosto de 2017.

Horário: A partir das 9h, com plantio simbólico.

Local: Morro do Cuscuzeiro

Endereço: Estrada da Serra, km 03, em Analândia (SP).

Informações: (19) 3437-2102

E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.