Ações sustentáveis implantadas na Agência PCJ são destaque em Fórum de Gestão Ambiental

Tamanho da letra:

Evento ocorre entre os dias 26 e 28 de junho, em Campinas; Instituição apresenta atitudes aderidas por seus colaboradores em prol do meio ambiente

As atividades com foco no avanço econômico, social e ecológico correto, implantadas pela Agência das Bacias PCJ desde 2018, serão destaques no Fórum Brasil de Gestão Ambiental (FGBA). O evento de sustentabilidade, considerado um dos mais importantes do País, acontece entre os dias 26 e 28 de junho, em Campinas (SP).

Primeira Agência de Bacias a aderir ao programa Agenda Ambiental na Administração Pública (A3P), criado pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA), a instituição foi convidada para apresentar as ações sustentáveis implantadas em sua sede de forma participativa, com o envolvimento de todos os setores.

No dia 27, a Agência PCJ marca presença na iniciativa conduzida pela capacitadora e prestadora de serviços do MMA, Patrícia Fazano, sobre sustentabilidade na administração pública, na sessão “Cases de Sucesso”. A experiência da entidade será apresentada pela colaboradora da Coordenação de Sistema de Informações e membro do Comitê Operacional A3P PCJ, Aline Doria de Santi.

Dinâmica

A redução do consumo de copos plásticos está entre as atividades inseridas no A3P da Agência PCJ, que serão expostas no Fórum. A meta da instituição é diminuir, ainda neste ano, o consumo do produto em 50%. Em cinco anos, o objetivo é substituir 100% dos copos plásticos.

Para isso, em março, todos os colaboradores receberam canecas duráveis individuais para uso no ambiente de trabalho. Dados apresentados no Diagnóstico Socioambiental da Agência das Bacias PCJ apontam que em 2018, foram adquiridas 15 mil unidades de copos plásticos. Neste ano, ainda não foi feita a compra deste item – os copos utilizados até o momento foram os comprados no ano passado.

Além disso, os computadores foram configurados para a impressão frente e verso, foram disponibilizados pontos de coleta para pilhas e baterias, além da definição de procedimento para esvaziamento dos coletores de papel das salas.

Conscientização

O envolvimento dos colaboradores requer conhecimento e conscientização. Por isso, em abril, Patrícia Fazano e o consultor Allan Tácito apresentaram aos trabalhadores da Agência das Bacias PCJ a Agenda Ambiental na Administração Pública. Junto a iniciativa, foram afixadas nas salas filipetas com lembretes sobre o desperdício de água e a economia de energia.

A separação dos resíduos sólidos também foi abordada pelo programa, que implantou dois coletores de resíduos em cada sala da instituição. Estes visam a separação na fonte do que é reciclável e dos resíduos orgânicos e rejeitos.

Além disso, cada sala recebeu dois recipientes para divisão de papéis sulfites – um para os passíveis de reutilização e outros destinados à fragmentação.

Programação

No dia 26 de junho, o secretário executivo dos Comitês PCJ, Luiz Roberto Moretti, e o vice-presidente dos Comitês PCJ, Marco Antônio dos Santos, participam da abertura do evento, às 13h30.

Às 14h, ocorre a palestra “A evolução do tratamento de esgoto nas Bacias PCJ – investimentos, resultados e novas tecnologias no setor”. O tema será apresentado pelo diretor de Avaliação de Impacto Ambiental da Cetesb, Domênico Tremaroli.

“A importância do monitoramento na gestão de recursos hídricos – investimentos realizados e resultados obtidos pela Agência PCJ e Comitês PCJ” será apresentado pelo coordenador da Câmara Técnica de Monitoramento Hidrológico dos Comitês PCJ, Alexandre Vilella. No mesmo dia, o pesquisador do Instituto de Zootecnia (SAA) e coordenador da Câmara Técnica de Recursos Naturais dos Comitês PCJ, João Demarchi, fala sobre a “A política de mananciais dos Comitês PCJ – a importância e as estratégias de implantação e ação em andamento”.

Fórum

O evento ocorre pela segunda vez em Campinas (SP), no Expo Dom Pedro. Com foco na sustentabilidade, a iniciativa aborda temas como mudanças climáticas, qualidade do ar, biodiversidade, educação ambiental e proteção ambiental, situação que ajuda na discussão e na construção de propostas para políticas públicas.

A iniciativa reúne organizações públicas de várias esferas do governo, entidades não governamentais e empresas privadas e mistas com o objetivo integrar, estimular e articular as iniciativas que visam ao fortalecimento da gestão ambiental e à promoção da sustentabilidade.

A programação completa do FGBA pode ser conferida no site: https://cristalgloss.com/fbga.com.br/.